Antena Livre

Câmara Municipal de Gouveia ativa Plano Municipal de Emergência

A Câmara de Gouveia declarou a situação de alerta de âmbito municipal e ativou o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil para “conter possíveis linhas de contágio” da pandemia da Covid-19 no concelho.
A autarquia presidida por Luís Tadeu refere, em comunicado enviado à Antena Livre a, que o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil foi ativado considerando a evolução da situação epidemiológica da pandemia da Covid-19, o aumento de casos de infeção contabilizados em Portugal e a existência de casos confirmados no distrito da Guarda.

A medida também é justificada pela “necessidade de conter possíveis linhas de contágio no concelho de Gouveia, facilitada pela chegada de um elevado número de pessoas vindas do estrangeiro e outras zonas do país”, com o objetivo de ali “permanecerem durante algum tempo”.

O plano contempla a obrigação de as pessoas provenientes do estrangeiro ou de outras zonas do país “darem conhecimento da sua chegada à Junta de Freguesia da área onde se encontram”, que “se mantenham em isolamento preventivo (profilático) ou ‘quarentena’ e que pratiquem o distanciamento social”.

Com a ativação do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil também passa a ser efetuado “o controlo do tráfego rodoviário” e haverá “restrições de circulação com o intuito de facilitar as ações/procedimentos da Proteção Civil, Câmara Municipal, Juntas de Freguesia, bombeiros e [de] todos os trabalhadores abrangidos pelo despacho do Conselho de Ministros, a 19 de março de 2020”.

“A emissão de cartões de livre-trânsito de veículos e pessoas afetas aos serviços municipais com declaração de circulação”, é outra das medidas a aplicar em Gouveia. O plano proíbe todas as práticas de caravanismo e excursões turísticas e contempla a desinfeção das ruas, pelo município de Gouveia e Juntas de Freguesia, a partir de terça-feira.

Segundo a nota, o presidente do município de Gouveia determinou a declaração da situação de alerta de âmbito municipal e a ativação do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil por um período de 15 dias.