Antena Livre

Centros de Saúde adoptam medidas para contenção da COVID-19

Algumas consultas nos centros de saúde da região vão passar a ser feitas por telefone, até para avaliação de exames de diagnóstico ou renovação de receitas para doentes crónicos, sempre que possível. Esta é uma das medidas que foi tomada no âmbito do esforço de contenção da Covid-19, e na sequência das orientações emanadas da Direção-Geral de Saúde ( DGS), para a rede de cuidados primários.

Segundo uma nota enviada pela Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) a partir de hoje, em todos os Centros de Saúde, passa a ser privilegiado o contacto telefónico, email ou outros contactos diretos. Preferencialmente, os cidadãos devem contactar, previamente, a sua unidade de saúde para acordarem a respetiva hora de atendimento.

Cada setor profissional – médicos, enfermeiros, secretários clínicos – deve também garantir uma escala de atendimento telefónico durante o período de funcionamento das unidades assistenciais, nomeadamente das unidades de saúde familiar e unidades de cuidados de saúde personalizados, entre as 8h00 e as 20h00.

As unidades de saúde vão ainda contactar os utentes com consultas agendadas e acordar com eles a programação do seu seguimento.

Nos centros de saúde continua a ser dada resposta às situações de doença aguda, com exceção das situações suspeitas de Covid- 19, que deverão sempre ser objeto de contacto (gratuito) com a linha SNS 24 – 808 24 24 24.

Os utentes com resultados sugestivos de doença oncológica ou de descompensação de doença crónica (como, por exemplo, diabetes, Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, hipertensão, entre outras) continuam a ser atendidos, assim como a avaliação de intercorrências na gravidez, em qualquer idade gestacional, e a primeira consulta de vida do recém-nascido;

Estas são algumas das medidas para ajudar a manter o funcionamento continuado dos centros de saúde, numa altura em que se intensificam as medidas de combate ao coronavírus.
Ficou decidido suspender, temporariamente, os rastreios do cancro da mama, colo do útero, colo retal, retinopatia diabética e saúde visual infantil, bem como as visitas dos delegados de informação médica e as ações de formação internas e externas.