Antena Livre

Idosa de Seia sobrevive ao Covid-19 aos 103 anos

Georgina é uma super heroína. A idosa, de Seia, de 103 anos, sobreviveu à Covid-19 e sempre sem sintomas.
Conta a SIC Notícias que tanto os funcionários como os utentes olham para a mulher mais velha do lar de idosos de Sazes da Beira como sendo a protagonista de uma história que tem tanto de difícil como de encorajadora.

A mulher, que é descrita como “alegre, doce e serena”, foi, segundo o lar, diagnosticada com Covid-19 no dia 23 de novembro. A 3 de dezembro teve alta, depois de ter repetido o teste e ter obtido um resultado negativo.

Apesar de Georgina ter derrotado o vírus, outros quatro utentes do mesmo lar não tiveram a mesma sorte e acabaram por não resistir ao novo coronavírus.