Antena Livre

Queijarias e produtores lutam para evitar situação crítica provocada pela pandemia

“Se nada for feito, vamos ter uma profunda crise no setor dos Queijos na Região Centro”, é assim que a Inovcluster, Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro traça o futuro próximo da fileira dos Queijos com DOP da Região Centro. Como se não bastassem os incêndios de 2017 e os períodos de seca por que a Região ciclicamente passa, esta crise de saúde pública provocada pela COVID-19 está a colocar em sério risco uma cadeia de valor que tem vindo a ser testada de ano para ano.

As vendas de Queijos estão a decrescer colocando os agentes numa situação catastrófica. Também as dificuldades no escoamento do produto levaram à sobrelotação das queijarias no que se refere à capacidade de armazenamento do queijo e muitos constrangimentos na continuidade de fornecimento de leite para o fabrico de queijo. As queijarias deixaram de poder manter a compra leite deixando os produtores numa situação de grande fragilidade.

No caso do Queijo com DOP Serra da Estrela a situação é mais grave. “Estamos com uma quebra superior de 50% no número de vendas de Queijo face ao período homólogo, isto é dramático para não dizer insustentável, quando falamos da produção de um queijo com as qualidades intrínsecas e produção diferenciadora como é o caso do Queijo com DOP Serra da Estrela”, sustenta Célia Henriques, técnica da Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela (ESTRELACOOP). “Estamos a entrar numa fase crítica da nossa atividade que, caso não acontecer uma inflexão durante o mês de dezembro com as vendas do Natal, no limite, pode estar em risco todo o circuito associado à produção do Queijo Serra da Estrela DOP!”, desabafa.

Mais Lidas

Mais lidas